Uma Mulher Um Poema

 

"A vida é um poema que escrevemos todos os dias".



Textos


A ARDÊNCIA DO SEU AMOR.

Que me envolva o seu amor,
Com o ar da brisa suave,
Roçando levemente a minha pele,
Num carinho avassalador.

Que me atice o seu amor,
Na ternura dos teus beijos,
Com um intenso calor,
Causando-me desejos.

Que me provoque o seu amor, 
Com a beleza da sua plenitude, 
Extasiando-me com todo o seu furor,
Abrandando a minha inquietude.


***Interações que recebo com carinho***


27/06/2020 10:22 - dilsonpoeta

E que a poeta continue com seu ardor,
Sempre exaltando o amor
Na poesia da vida.

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR.


27/06/2020 11:14 - Ferreira Estevão

Estrofes criativas,
saudando o amor
de forma efusiva. 

Para o texto: 
A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 


27/06/2020 13:14 - Arjofe

A paixão em versos de amor!!!

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 


27/06/2020 20:17 - JCR

Uma delicia poética desejante, 
invadida pelos desejos amantes, 
onde duas almas se entregam 
fascinantemente, 
de corpo pele e mente. 

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 


27/06/2020 23:29 - Antônio Souza

Lindo! 
Um poema romântico
doce e apaixonado, 
versos que encanta o leitor. 

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 


27/06/2020 12:59 - HICS

Temos de ser comedidos,
Quando há repentes de 'furor' no amor
Certos procedimentos concedidos,
Por vezes não são levados em seu real valor,
Em um amor de mão dupla, verdadeiramente fraterno

Há bem mais chances de se tornar ETERNO!

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR.

28/06/2020 10:04 - Ignez Freitas

Versos plenos de amor
e beleza de sentimentos. 

Para o texto: 
A ARDÊNCIA DO SEU AMOR.


28/06/2020 13:35 - POETA OLAVO

Que me envolva com o seu cheiro
Para nunca mais esquecê-la
Que este amor tão maneiro
Tenha amarras para prendê-la.

Para o texto: A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 


29/06/2020 11:21 - Jacó Filho

AMOR ARDENTE

Por ser fraco, ao pecado não resisto,
Mas trago no DNA tua grande obra.
Se não amar o corpo, a mente cobra,
E por isso meu Pai na paixão insisto.

Um vício sublime invade meu astral,
E doces rompantes o poeta vivencia.
E acabo ferido muito além da poesia,
Em papel de pão pendurado no varal.

Do fruto proibido, que jamais pensei.
Ver meu coração cedendo à serpente,
Num amor entregue, e tão de repente.

Fazendo-me vagar feito um astro rei,
Capaz de repetir cada ato novamente.
Ao viver um amor que se fez ardente.

(Reedição)

Para o texto: 
A ARDÊNCIA DO SEU AMOR. 




Deus nos abençoe e proteja sempre!!!
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 27/06/2020
Alterado em 29/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras