Uma Mulher Um Poema

 

"A vida é um poema que escrevemos todos os dias".



Textos


CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I)

Criança é sincera e inocente,
Brinca, corre, pula, faz graça,
Sorri ao ganhar um presente,
Não tem rancor nem mágoa.

Primeiro texto, de três a serem escritos, atendendo ao convite do amigo Poeta: Dom Rodrigo, para o Segundo Sarau Poético.

Convido os Poetas:
Antonio Galdino, Maria Cândida Vieira, Cromeu e José Coelho Fernandes.

Obrigada, de coração, pelo amável convite!
 
08/07/2016 17:00 - Apaixonado Jovem
 
ser criança é pureza
inocente com a natureza
brilhando toda manhã
sem maldade na cabeça.

 
Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172)

Obrigada, Poeta Apaixonado Jovem, pela brilhante interação.

 
08/07/2016 20:38 - José Coelho Fernandes
 
Criança radiante inocente
Feliz sempre a sonhar,
Com brandura eminente
Na inocência a propiciar.

Feliz criança mundo infantil
Cheia de amor e esperança,
Neste mundo encantado viril
Afeto castiço, Pureza criança.

Salve criança feliz radiante
E o anjo da guarda reluzente,
Anjo do céu, luz fulgurante
No mundo angelical inocente.

 
Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172)

Obrigada, Poeta José Coelho Fernandes, pela brilhante interação.

 
09/07/2016 03:39 - Gilberto Oliveira
 
Ó sinceridade das crianças!
Neste mundo tão diferente
Ela, nunca está indiferente
Trazendo mais esperanças.

Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172) (T5691172)

Obrigada, Poeta Gilberto Oliveira, pela brilhante interação.


11/07/2016 08:15 - DILSON POETA

Pra renovar a poesia
Com toque de bonança
Ah, meu Deus como queria
Volta a ser criança.

Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172)

Obrigada, DILSON POETA, pela brilhante interação.

 
24/07/2016 10:13 - Antonio Galdino
 
Criança, como fui sapeca!
Gostava dos colibris,
de jogar gude, peteca,
e assim eu era feliz!

 
Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172)

Obrigada, Poeta Antonio Galdino, pela brilhante interação.

 
26/07/2016 13:54 - Cromeu
 
Alimentar sonhos aumenta a vontade de crias.

Criança dentro de mim faz um belo carnaval
Alimenta os sonhos cobre a todo instante
O espaço que ainda penso ser meu confidente.

Nunca me deixe, nunca fuja dos sonhos
Não importa o que coligue no coração
Seja sempre minha eterna doce criança.

Peço ao coração, um pouco de paciência
Como é bom, mais que perfeito nos sonhos
Se sentir a própria e sempre terna sapeca criança.

Alimentar sonhos aumenta a vontade de crias
Para cada sonho um pensamento a mais de sabedoria
Nada é maior do que ter na cabeça a riquezas dos sonhos
Com a presença permanente escolada, imperada da criança.

 
Para o texto: CRIANÇA. ( SEGUNDO SARAU POÉTICO-I) (T5691172)

Obrigada, Poeta Cromeu, pela brilhante interação.
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 08/07/2016
Alterado em 26/07/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras