Uma Mulher Um Poema

 

"A vida é um poema que escrevemos todos os dias".



Textos


SECA CRUEL E PERVERSA.

É muito triste a secura no sertão,
Falta na mesa o arroz e a farinha,
Não há um pouco de milho nem feijão,
Foi embora a Seriema e até a Rolinha.

Com essa seca cruel e perversa,
As coisas se complicaram pro agricultor,
Não se vê uma gota d'água na cisterna,
O nordestino sofre num profundo clamor.

Os açudes secaram com a falta de chuva,
Muitos pássaros já morreram no chão,
Não se encontra mais a grande fartura,
Por todo canto só se vê terrível destruição.

(Inspirada na prosa Chuva no Sertão, do Poeta Fábio Brandão)


13/03/2018 08:19 - André Luiz Pinheiro

Terrível dor nordestina
Secura do chão sem amor
Causada pela surdina
Dos políticos sem pudor.

Para o texto: 
SECA CRUEL E PERVERSA.

Obrigada, Poeta André Luiz Pinheiro, pela brilhante interação.


14/03/2018 10:02 - geraldinho do engenho

O nordestino é um herói sofredor,
por nada ele perde a fé,
é chuva cair no sertão ele está de pé,
lança a semente no chão e rende seu louvor
a Deus nosso criador! 

Para o texto: 
SECA CRUEL E PERVERSA.

Obrigada, Poeta geraldinho do engenho, pela brilhante interação.


19/03/18 15:14 - Jacó Filho

A SECA NO SERTÃO

A seca foi traduzida em voto certo,
Suas misérias, na porta que facilita...
Coração de governante não palpita,
Na dor da fome se não ver de perto...

O São Francisco, sofrerá um desvio,
Depois dos recursos, pra tal destino...
O sertanejo chora vendo assassinos,
Afirmarem na TV que findará o estio...

Enrolam com esmola há tantos anos,
Que já não sabemos distinguir o erro...
Morre gado, gente, e não há enterro...

Ossada exposta, somam desenganos,
A quem já sofre os castigos do relevo...
Já perdeu a fé em Deus e no governo.../
(Reedição)

Para o texto: SECA CRUEL E PERVERSA.

Obrigada, Poeta Jacó Filho, pela brilhante interação.

 
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 13/03/2018
Alterado em 19/03/2018

Música: Sentimental - Kenny G

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras